Vídeo: Pr. Joaquim Júnior prega que Jesus muda a história quando O adoramos

Vídeos - Vídeos

Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 


No encerramento do 3º Encontro de Corais da Assembléia de Deus - Missões - em Campo Grande, MS, o Pastor Joquim Lobo Júnior, da Assembléia de Deus Novo Dia, no Plano Piloto, Brasília, pregou sobre a experiência de Paulo e Silas na prisão após terem expulsado os espíritos malignos da mulher em Filipos, história relatada em At 16. 12-35.

A adoração muda a história da sorte. A história da eternidade está ligada à história da adoração. A única atividade que nos acompanhará na eternidade é a adoração.

Paulo estava com Silas estava na sua segunda viagem missionária. A mulher que o acompanha era uma sacerdotisa de Satanás. Alguns homens da cidade ganhavam dinheiro com ela mas Paulo a liberta da opressão do inimigo, Pela cessação dos lucros os patrões da mulher os levaram, Paulo e Silas, à prisão, após os castigos físicos, as torturas dos açoites. Foram entregues ao carcereiro, colocados em celas fétidas, por pregarem o Evangelho. As cadeias e algemas provocavam, possivelmente, câimbras e falta de circulação, que recrudesciam o sofrimento.

Mas por volta de meia-noite, eles adoravam a Deus. Os homens determinaram que a história de Paulo e Silas seria a prisão e a provável morte deles na prisão. Mas não imaginavam que a adoração dos homens de Deus mudaria a história desses homens. Paulo e Silas começaram a louvar a Deus em circunstâncias adversas. Foram libertos, eles e os demais prisioneiros. Quando louvamos os milagres acontecem não somente conosco, mas também com as pessoas que nos rodeiam.

Apesar do desconforto da cadeia, Paulo e Silas, por estarem cheios do Espírito Santo, não fogem de lá quando são libertados de forma sobrenatural. Isso comove o carcereiro que deseja conhecer Deus.

A história de cadeia e de morte transformou-se em história de vida.