Vídeo: Pr. Malafaia: "Porque as promessas não acontecem?"

Vídeos - Vídeos

Avaliação do Usuário: / 81
PiorMelhor 


O culto de terça-feira tornou-se em um grande evento evangelístico com a presença de milhares de pessoas e com a pregação do Pastor Silas Malafaia. A pregação teve como tema as promessas que Deus nos faz e o pregador mostrou vários aspectos das promessas e de seu cumprimento na vida do cristão.


Veja as fotos

Assista ao vídeo

Mais sobre Silas Malafaia

1) Devemos acreditar que temos o direito de receber as promessas.

Nesse ponto o pregador salientou que há as promessas gerais, que estão disponíveis a todos, as promessas restritas à igreja e as promessas pessoais, que cada crente recebe individualmente.

2) Devemos obedecer o que Deus exigir.

Devemos estar onde Deus quer; devemos fazer o que Deus quer.

3) Devemos esperar o tempo que for necessário; não desistir nunca.

Há promessas imediatas, como a salvação, e há promessas pelas quais devemos esperar, em alguns casos pouco tempo, em outros casos um tempo considerável, e, ainda, há casos em que devemos esperar muito tempo. A demora é uma sensação humana, mas Deus sabe o tempo certo. A espera às vezes é difícil; o Pastor Malafaia sugeriu que durante a espera o crente dê Glórias a Deus (Rm 4. 20) e persevere em servir e seguir ao Senhor (Js 14. 8).

4) Devemos lutar pela manifestação das promessas.

Deus conhece a estrutura do ser humano e sabe que a experiência é fundamental para o amadurecimento e crescimento. Além disso, tudo que vem por esforço é valorizado; o que vem facilmente, se perde com facilidade. Deus deu capacidade ao homem para realizar, para criar. O pastor afirmou: "Deus não move uma palha no que o hoimem pode fazer, mas move céus e terra naquilo que o homem não pode fazer". Como exemplos: Israel recebeu a terra prometida mas teve que lutar por ela; Davi recebeu o trono de Israel mas teve que guerrear por ele com Saul.

5) A maioria das promessas é dada em etapas.

Deus sabe que não suportamos, em nossa fragilidade, receber, em alguns casos, tudo de uma vez.

6) Todas as promessas passam por Jesus.

Quem não tem Jesus não tem promessa. Quem está afastado deve voltar para desfrutar das promessas de Deus.

7) As promessas são dadas para a Glória de Deus.

Não devemos imaginar que Deus nos dará as bençãos para nutrirmos nosso orgulho, nossa vaidade pessoal. Também não receberemos se for para tripudiarmos dos demais, nos considerarmos melhores que os outros. Tudo será para Sua Glória. (1 Co 10.31)

8) Deus tem mais do que pedimos (Ef 3.20,21).

Ao final da pregação, Malafaia fez o apelo e foram contadas 99 decisões por Cristo, para Honra e Glória de Seu Nome.