Em Sessão Solene Lidio Lopes homenageia os pastores Giuliano Stefanini e Julinei Ferreira

Notícias - Obreiros

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

 

alt

Em comemoração ao Dia do Pastor Evangélico, uma Sessão Solene foi realizada na noite de segunda-feira, 11 de junho, na Câmara Municipal de Campo Grande.

 Na oportunidade, o 1º Vice-presidente da Casa de Leis, vereador Lidio Lopes, homenageou os pastores Julinei Herão Ferreira e Giuliano Jacobina Stefanini.  Pastor Julinei é formado em Ciências Contábeis e bacharel em Teologia, atuou por vários anos na Igreja Assembleia de Deus de Cuiabá MT, como líder de jovens, professor de escola bíblica dominical e secretário da igreja. Em 2005 assumiu a igreja no bairro Vila Kellen e posteriormente a igreja no bairro Tijuca II. Em 2007 tomou posse como supervisor do setor 12 que abrange o bairro Silvia Regina e região, atualmente é pastor supervisor do setor 8 Jardim Paulista que conta com  sete congregações.

Giuliano é Dentista e bacharel em Teologia, batizou na Igreja Assembleia de Deus Missões em 1996. Em 1998 foi separado ao diaconato, em 2000 chegou ao presbitério, em 2006 foi consagrado ao ministério pastoral.  Atuou em algumas regiões da capital como dirigente de congregação. Atualmente exerce a supervisão da região do setor 6 Tiradentes onde tem sob sua responsabilidade sete congregações.  Para o pastor Giuliano ser contemplado com uma honraria como essa é gratificante. “Recebermos essa homenagem é muito gratificante, como obreiros do Senhor Jesus não esperamos reconhecimento humano, mas louvo a Deus pela iniciativa dessa Casa de Leis e pela indicação do meu nome e do meu amigo e colega de ministério pastor Julinei pelo vereador Lidio Lopes, estamos honrados e gratos”, ressalta Giuliano.

Para o vereador Lidio Lopes prestar homenagens aos pastores é justo pelo trabalho social que exercem. “Tenho acompanhado os trabalhos desses homens de Deus e vejo a importância social que tem o trabalho deles para o município de Campo Grande, muitos atuam onde o Estado não tem atendido, ou seja, ajudam o Estado no trabalho social recuperando vidas”, ressalta Lidio Lopes.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa/Ramão Colman