Junta de Missões Mundiais celebra 106 anos de trabalhos

Notícias - Missões

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

alt

Na última quarta-feira (3) a Junta de Missões Mundiais, da Convenção Batista Brasileira, realizou um culto de gratidão para celebrar os 106 anos de trabalhos, agradecendo ao Senhor pelo cumprimento da missão de levar a mensagem do evangelho para as nações. O culto aconteceu na capela do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil (STBSB), no Rio de Janeiro, e teve a participação do pastor Hans Udo Fachs, coordenador de Missões Mundiais para a África. Além de ministrar uma palavra ele realizou uma dinâmica com os colaboradores, cada um precisou recitar um versículo que trouxesse inspiração para testemunhar o Evangelho.

O missionário mobilizador no Rio de Janeiro, pastor Antônio Galvão, participou dessa dinâmica e recitou o versículo de 2 Timóteo 1.12: “Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia”. Galvão serviu como missionário em diversos países: Paraguai, Argentina, Espanha, Moçambique e Zimbábue. Ele foi o primeiro missionário adotado por uma igreja através do Programa Adoção Missionária, sendo um testemunho vivo do trabalho desenvolvido pela JMM.

 alt

Criada em Salvador durante a 1ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira, a Junta de Missões Mundiais já teve sua sede em Recife (PE) e desde 1929 está sediada no Rio de Janeiro. Muitos missionários trabalham na sede e para eles o pastor Galvão deixou um recado: “Eu gostaria de dizer que vocês, aqui na sede, são mais que missionários, pois estão no suporte, no apoio. Cada um de vocês deve se sentir mesmo um grande missionário”.

alt

O trabalho dos colaboradores locais também foi homenageado pelo pastor Alexandre Peixoto, gerente de Missões, que aproveitou o momento para declarar que a JMM pertence a Deus. Para conhecer mais e contribuir com esta obra acesse o site www.jmm.org.br.

 

Fonte: Gospel Prime