Marcha para Jesus reúne 25 mil pessoas na Capital

Notícias - Evangelismo

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

alt Na data comemorativa pelos 114 anos de Campo Grande, mais de 25 mil pessoas tiraram os casacos do armário e foram às ruas para participar da 18º Marcha para Jesus. O movimento é organizado pela Aliança Evangélica do Brasil – AEVB. De mãos dadas, as denominações uniram forças para declarar palavras de bênção e orar pelos governantes da Cidade Morena. Nesta edição o evento contou com a participação do pastor e cantor, Vinícius Melo da igreja Batista da Lagoinha (MG), bispo Robson Rodovalho (DF), apostolo Renê Terra Nova (AM), pastor André Valadão (MG) e pastor Silas Malafaia (RJ).

 

Com o tema ‘Por uma nova nação’ o evento começou às 15hs, em que milhares de pessoas estavam concentradas na Praça do Rádio Clube. De acordo com o pastor Edmilson Mota de Oliveira, presidente da AEVB, mesmo com o clima frio “é um momento de celebração e quando o povo de Deus é convocado e os pastores se unem o povo vem em massa, mostrando a unidade da igreja” ressaltou. Para o pastor Antonio Dionizio, presidente da Assembleia de Deus Missões em MS, é um momento marcante em que a igreja se une no propósito de proclamar Cristo. “É a hora em que o povo de Deus tem que sair pra rua mesmo e anunciar que Cristo é a solução para nossa cidade”, destacou.alt Um dos pontos fortes da manifestação foi quando o pastor Silas Malafaia da Assembleia de Deus Vitoria em Cristo - ADVEC subiu ao palco e relatou sobre o dever dos cristãos como cidadãos brasileiros, orar e ter a consciência de quem estão os representando. Sempre muito aplaudido durante o discurso, Silas Malafaia conclamou os presentes a ter convicção de seus valores quanto à política nacional. “Existem pelo menos 800 projetos em trâmite no Congresso. Todos para detonar os conceitos cristãos, para destruir os valores morais da sociedade, destruir tudo. Por trás disto temos ateístas e anarquistas, querendo construir um novo paradigma”, comentou Silas.

alt Para a professora de história Cristina Chagas, 32 anos, “Vemos um mundo que precisa desse amor, dessa presença de Deus. Estou aqui por conta da família tradicional”, destacou. O evento teve a presença de autoridades políticas cristãs, como o vereador Elizeu Dionizio, Presidente da Comissão de Direitos Humanos na Câmara de Vereadores de Campo Grande. Para ele esta manifestação fortalece sua luta e mostra o desejo de muitos campo-grandenses pela família tradicional. “A Marcha para Jesus não é mais um evento de evangélicos. Todas elas entenderam a importância de eventos como esse que tem a intenção de abençoar os presentes e principalmente a cidade”, destacou o parlamentar.