Missionário da ADM é reconhecido como Pastor Alemão

Notícias - Missões

Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

alt

Quase completando seis anos de missão na Alemanha o Pr. Harry Oliveira foi reconhecido como Pastor Alemão no dia 9 de março deste ano. Neste país a função de pastor também é uma profissão como qualquer outra e para ter esta credencial de Pastor é necessário ter o diploma de teologia da Alemanha. De acordo com o Pr. Harry “não foi fácil estes últimos três anos, foi preciso investir tempo, dedicação e pelo fato de estarmos em um país com uma língua e cultura diferente, tive que superar diversos obstáculos, mas Deus nos fez sair vitorioso”. O ato de diplomação foi realizado no Instituto Bíblico (Beroa), e teve a presença do Pr. Friedhelm Holthuis que esteve representando a convenção alemã, o Pr. Harry Oliveira recebeu o diploma e a credencial de pastor na Alemanha.

A partir deste ato a ADM na Alemanha terá maior força para realizar trabalhos de Capelania em escolas, presídios e hospitais neste país. “Creio que um dos segredos do trabalho missionário em países estrangeiros são a integração e adaptação do missionário na nova cultura”, destacou Harry Oliveira.

alt

Agora o trabalho missionário em Braunschweig será mais intenso, pois com este reconhecimento do Pr. Harry e de outros pastores da ADM como o Pr. Vasco, o trabalho assistencial terá maior abertura. “Esse processo conclui os passos necessários para uma integração completa na convenção e na Alemanha como pastor alemão a visita a hospitais, prisão passa a ser um direito”, comemorou o Pr. Harry.

alt

O Pr. Harry destaca que o título de uma pessoa é levado muito a sério na Alemanha. Tanto que é crime a pessoa se apresentar como pastor através de um cartão e for constatado que a mesma não possui o diploma teológico alemão. “Antes eu tinha apenas a credencial de líder de igreja e hoje graças a Deus temos a credencial de pastor alemão. Isto pode não parecer muita coisa, mas para nós que somos estrangeiros aqui é bem importante ter estudado se integrado e agora ser reconhecido” finalizou.

alt