Vídeo: Pr. Ciro descreve o perfil do apóstolo Paulo

Vídeos - Vídeos

Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Na manhã de 10 de abril, sexta-feira, o Pastor Ciro Sanches Zibordi fez sua segunda aula na Escola Bíblica de Campo Grande. O tema de suas apresentações é o apóstolo Paulo na condição de um paradigma de obreiro. Nesta aula foi apresentado o perfil do apóstolo Paulo.

O objetivo do estudo é extrair lições contidas no livro de Atos dos Apóstolos. A Igreja de Atos é modelo para a igreja de hoje. O principal modelo para a igreja de hoje não são as mega-igrejas que existem hoje. Deus, ainda que valorize, não prioriza a quantidade de pessoas, mas importa-se se essas pessoas chegaram através da Palavra da Verdade. Na Igreja de Atos crescia a Palavra de Deus e o número de fiéis se multiplicava. Nós temos que ser a continidade da Igreja primitiva descrita em Atos. Nosso modelo está na Palavra.

Muitos estão seguindo os atos de lideres de igrejas de "apostolos", mas precisamos nos espelhar nos lideres da igreja de atos dos apostolos. MuItos hoje estão em busca dos títulos, mas o que precisamos é de dons de Deus. O galardão não é por titulos mas é por fidelidade. Exemplos desses líderes são Paulo, Pedro e Barnabé - eles tê muito destaque na Bíblia que, ainda que não omita seus erros, enfatiza seus acertos.

Paulo era judeu da tribo de Benjamin, criado aos pés de Gamaliel, instruído conforme a lei, escreveu pelo menos treze livros - epístolas do Novo Testamento. Possuia a cidadania de Tarso e a romana. Sua cidadania romana era de nascimento. Não era apenas cidadão de Tarso e romano, mas também era israelita, ou judeu. Ainda, era cidadão dos céus, assim como nós somos.

Não há menção no Novo Testamento que seu nome tenha sido mudado de Saulo para Paulo, ao contrário do que muitos pensam hoje. Na condição de cidadão romano tinha o nome de familia (Saulo, o mesmo que Saul) e sobrenome (cognome) Paulo.

Paulo tinha profissão: fabricante de tendas. Paulo aceitava contribuição das igrejas poque seu ministério envolvia itinerância. Esse sustento é voluntário por parte da Igreja. Os ministros da Palavra de Deus não devem estipular valores exorbitantes para ministrar mas podem receber as ofertas que as Igrejas lhe oferecem voluntariamente.

Depois de Jesus, Paulo é a figura mais imprtante do cristianismo. Paulo alcançou maior destaque que os doze discipulos porque colocou-se de maneira ímpar na presença e direção de Deus.

Paulo foi fundamental para a expansão do evangelho em todo o mundo. Fez os crentes saírem de Jerusalém e pregarem o Evangelho além dos círculos judaicos. A Igreja primitiva não conseguia cumprir o propósito de evangelizar, além de Jerusalém e Judéia, até os confins da terra, e Deus permitiu a perseguição que resultou no espalhamento dos crentes fora dos circulos judaicos e o Evangelho começou a ser propagado por toda parte.

A obra de Paulo não foi marcada pelos seus sonhos pessoais mas pela chamada de Deus, Ele preferiu seguir a direção de Deus a seguir seus próprios projetos e desejos.